'O espelho reflecte certo; não erra porque não pensa.
Pensar é essencialmente errar.
Errar é essencialmente estar cego e surdo'
Alberto Caeiro

Sentidos

domingo, 3 de maio de 2009

Estou triste e não sei porquê.
Ando perdido sem saber como.

Temo o desconhecido e vagueio

sem esboçar um único sorriso,
sozinho, ao relento, errante.


Procuro a fada dos sonhos

que se me sumiu no meu despertar

sem aviso nem juras

de um dia poder voltar.


E assim vagueio por cá,

sem caminho descoberto,

parando para descansar,

andando mais deacansado.
A minha ambição ultrapassa

todo o além horizonte,

pois eu tenho a força de mil homens,
tenho a mira de mil olhares

e tenho o receio de que se parar
me perca completamente

e se me cerre o olhar

e se me esmoeçam as forças.


E se me deixe de estar

no meio de tantas coisas.

5 comentários:

Fabricante de Sonhos disse...

Lindo o seu poetar, OT!
Se perder, também é um caminho para poder se encontrar!
Posso não ser uma fada dos sonhos... Mas os fabrico... Se eu puder um dia te inspirar...

Que te venham os sonhos! Que te venham as palavras! E que nunca te falta a vontade.
É ela quem move os nossos desejos e os torna reais.

Bom final de domingo pra Ti!

Um beijo meu...

Fabricante...

Tita disse...

As forças esgotam-se quando nos egotamos...

Otário disse...

Sim.
Mas sempre nos dáo o prazer de voltar

e Surgir de novo.

Vera Sousa Silva disse...

Li, reli e adoro cada vez mais o teu poema.

Beijinhos

Vera Sousa Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Copyright © - EspelhoSentido - is proudly powered by Blogger