'O espelho reflecte certo; não erra porque não pensa.
Pensar é essencialmente errar.
Errar é essencialmente estar cego e surdo'
Alberto Caeiro

Sentidos

terça-feira, 23 de dezembro de 2008



(...)

passaram as horas
passaram tormentos
passaram trovas
passaram lamentos

para trás ficaram as luzes
para trás ficaram os sorrisos
para trás ficaram as cruzes
para trás ficaram os avisos

E largaram tudo no chão...

largaram os cadernos
largaram as lanternas
largaram os acenos
largaram os poemas


No chão a alegria
a reclusão
e o poeta...

No chão a noite
o vazio
e o sentimento...


E nada lhes ficou no corpo


Despiram a tortura

as roupas
e a confusão...

Despiram a mágoa
a rebeldia
e a depressão...

Despiram a noite
e sacudiram-na para o chão

Deitaram-se na relva
nus, vazios, sem nada
rolaram pelo bosque
até de madrugada.

Um a um, saltaram da falésia
foi a única coisa que vi,
ficaram achatados no chão
e morreram mesmo ali
(...)

1 comentário:

izzie_tisha disse...

Este post só me faz ter ainda mais certeza do que escrevi sobre ti no meu blog... obrigado! =) Encontras simplestemente as melhores palavras!

Copyright © - EspelhoSentido - is proudly powered by Blogger